Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Em reunião com servidores da reitoria, reitor anuncia homologação do concurso de TAE

Notícias

Em reunião com servidores da reitoria, reitor anuncia homologação do concurso de TAE

CONCURSO TAE

Durante reunião com os servidores da reitoria, na manhã desta terça-feira, 3, o reitor do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Francisco Nairton, anunciou a homologação do concurso público para técnicos administrativos. A previsão é que a posse dos 53 candidatos aprovados ocorra no início de dezembro. O reitor anunciou, ainda, a realização de um concurso de remoção para o início de 2016.
por Thâmara Filgueiras publicado: 04/11/2015 13h49 última modificação: 04/11/2015 13h59

Durante reunião com os servidores da reitoria, na manhã desta terça-feira, 3, o reitor do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Francisco Nairton, anunciou a homologação do concurso público para técnicos administrativos. A previsão é que a posse dos 53 candidatos aprovados ocorra no início de dezembro. O reitor anunciou, ainda, a realização de um concurso de remoção para o início de 2016.

A execução do orçamento de 2015 foi outro tema debatido na reunião. O reitor falou da atual conjuntura econômica e da redução de 56% do orçamento destinado ao IFTO, com corte de 46% dos recursos de capital – aqueles destinados a investimentos – e contingenciamento de 10% dos recursos de custeio – destinados para manutenção. Ele lembrou que esse foi um dos motivadores da greve em toda a rede federal de ensino

O reitor apresentou a realidade do IFTO, que, diferente de outras instituições, tem conseguido conduzir as obras que foram iniciadas e realizar novas licitações para atender demandas prioritárias. “Nós não cancelamos nenhum contrato. Ao invés disso, nós optamos por reforçar os contratos existentes, mas a situação do orçamento é limitante”, explicou, e acrescentou que além dos cortes, o repasse do financeiro pelo governo federal tem sido feito com atraso de cerca de cem dias.

Para contornar essa situação, os gestores, por meio do Colégio de Dirigentes (Codir), elencaram as principais necessidades dentro da instituição. “Entre as prioridades estão a finalização de duas obras que haviam sido iniciadas, mas que tiveram o contrato com as empresas rescindido: uma em Colinas do Tocantins e outra em Dianópolis; uma obra de ampliação no Campus Araguaína; e a aquisição do data center da reitoria, para desobstruir o Campus Palmas, que vem atendendo a instituição”, detalhou.

Outro ponto tratado durante a reunião foi o termo de acordo de greve, que deve ser assinado pelos representantes do Ministério da Educação e do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe). “Sem esse acordo não é possível definir os calendários letivos”, ressaltou Nairton, e acrescentou que o documento é aguardado devido à previsão de nele conter propostas para alteração da lei que impede a concessão de bolsas de pesquisa e extensão para os servidores técnico-administrativos.

A reunião também contou com a participação dos pró-reitores de Administração, Rodrigo Gori; de Ensino, Ovídio Dantas; de Extensão, Helder Pereira; de Pesquisa e Inovação, Augusto Cesar; além da diretora de Gestão de Pessoas, Edileuza França, e de representantes da Pró-reitoria de Desenvolvimento Institucional, que falaram sobre as principais atividades desenvolvidas durante o ano.