Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFTO conquista 1º e 2º lugares na etapa estadual da OBR 2015

Notícias

IFTO conquista 1º e 2º lugares na etapa estadual da OBR 2015

OBR

Estudantes do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) garantiram duas conquistas na etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR 2015).
por Coordenação de Comunicação e Eventos (CCE/Reitoria) publicado: 25/08/2015 08h00 última modificação: 25/08/2015 08h32

Estudantes do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) garantiram duas conquistas na etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR 2015). Joaquim Flávio Almeida e Wellisson Guilherme Rodrigues, do curso técnico em Informática do CampusDianópolis, conquistaram a primeira colocação, e Arthur Martins, Artur Spíndola, Henrique Ferreira e Lucas Kauan, ambos do curso de Mecatrônica do Campus Palmas, ficaram em segundo lugar. A etapa regional da competição aconteceu no último sábado, 22, na Universidade Federal do Tocantins (UFT).

 Joaquim e Welisson, que integraram a equipe GuaráBots, obtiveram o melhor desempenho do Tocantins com o robôs “Frank” e “Stein”, na modalidade de resgate (rescue junior), e garantiram o passaporte para a etapa nacional da OBR 2015, que irá acontecer em outubro, na cidade de Uberlândia (MG). Também nesta mesma modalidade, a equipe Gas Monkey, formada pelos estudantes do Campus Palmas, do IFTO, faturou o segundo lugar com os robôs “Scorpion” e “Lego”.

 A equipe de estudos em robótica GuaráBots, formada pelos estudantes do CampusDianópolis, teve orientação dos professores Dêmis Carlos Fonseca, Diego de Castro, Edwards Amaro, Marcos Dias e Thiago Guimarães. Os alunos do time de Palmas, que formaram a equipe “Gas Monkey”, contaram com a orientação dos professores Wendell Moura, Marcus André Pereira, Maxwell Moura, e Mateus Tetuzzi.

 OBR

A etapa nacional, também chamada de etapa final da OBR, é sempre realizada em conjunto com outros eventos nacionais, como a Competição Brasileira de Robótica (CBR) e renomados congressos nas áreas de inteligência artificial e robótica, realizados pelas sociedades científicas que apoiam a OBR. O principal objetivo é estimular jovens estudantes, possibilitando aos finalistas estarem em contato com alguns dos maiores pesquisadores da área de robótica do Brasil.

 A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) é uma das olimpíadas científicas apoiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que se utiliza da temática da robótica para atrair jovens, buscando estimulá-los a seguirem carreiras científico-tecnológicas. Além disso, a OBR promove debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro, e principalmente, identifica talentos.