Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitor do IFTO e outros representantes reúnem-se com a ministra de Agricultura

Notícias

Reitor do IFTO e outros representantes reúnem-se com a ministra de Agricultura

Matopiba

No último dia 16, o reitor do IFTO, Francisco Nairton, e outros representantes da instituição estiveram presentes na reunião que aconteceu na Superintendência do Ministério de Agricultura, com a ministra de Agricultura, Kátia Abreu.
por Erica Regina Ferreira publicado: 21/10/2015 00h00 última modificação: 22/10/2015 15h11

No último dia 16, o reitor do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Francisco Nairton, e outros representantes da instituição estiveram presentes na reunião que aconteceu na Superintendência do Ministério de Agricultura, com a ministra de Agricultura, Kátia Abreu.

O tema da reunião foi “Planejamento de inovação, ciência, e tecnologia para o Matopiba”. Entre os assuntos discutidos neste encontro, estavam a infraestrutura logística da região Matopiba; oportunidades de emprego para pequenos agricultores; mapeamentos das estruturas em termos de inovação tecnológica; estudo de caracterização do espaço; melhoramento genético; redução dos impactos ambientais; entre outros.

O diretor de Relações Institucionais do IFTO, Cícero Salatiel, falou da importância de o instituto participar deste encontro. “É uma honra e uma grande responsabilidade a participação da instituição nas discussões sobre o desenvolvimento da macrorregião agrícola Matopiba, pois temos a missão institucional de contribuir com nossos conhecimentos no setor agrotecnológico, principalmente em termos de inovação tecnológica”.

Representando o IFTO, estavam presentes na reunião o reitor Francisco Nairton; o pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Augusto Cesar; o diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), Alysson Rocha; a diretora de Pós-graduação, Erna Denzin; a diretora de Pesquisa, Mariana Lima; e o diretor de Relações Institucionais, Cícero Salatiel.

Região Matopiba

A palavra Matopiba é uma expressão criada com as iniciais dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Designa a realidade geográfica que recobre parcialmente esses quatro Estados, caracterizada pela expansão de uma fronteira agrícola baseada em tecnologias modernas de grande produtividade.